Cookies
Usamos cookies para melhorar nosso site e a sua experiência. Ao continuar a navegar no site, você aceita a nossa política de cookies. Ver mais
Aceitar Rejeitar
  • Menu
Descrição

Setorização para simplificar e resolver

O Projeto StoSS tem como principal objetivo o estudo alargado de Problemas de Setorização (PS) e o desenvolvimento de um sistema de apoio à decisão que permite apoiar tomadas de decisão relacionadas com setorização. Pela experiência da equipa, será dado particular ênfase à aplicação em problemas de transporte de cariz ambiental, nomeadamente, recolha de resíduos sólidos urbanos (RSU). No entanto, pela abrangência que se pretende com este projeto, outras aplicações serão abordadas. Os PS surgem frequentemente relacionados com questões geográficas ao dividir uma grande região em regiões mais pequenas respeitando condições específicas. São exemplos a divisão de uma região em distritos políticos, territórios de venda ou zonas para cuidados de saúde e policiamento, a recolha de RSU ou limpeza de ruas, localização de escolas e operações de manutenção. Sendo vasta e importante a aplicação dos PS, o seu estudo reveste-se pois de grande interesse para a sociedade e para a ciência. Não tendo resolução fácil, os métodos usados são bastante dependentes das aplicações, como se pode atestar pelas publicações na área. As abordagens descritas vão desde as exatas, com recurso a programação matemática, às heurísticas. StoSS propõe, numa primeira fase, analisar um conjunto de PS que já são referenciados na literatura e também apresentar outros que, não estando descritos como tal, podem beneficiar do enquadramento e abordagem partindo um problema grande em problemas mais pequenos. Este estudo permitirá analisar, estruturar e caracterizar os PS, bem como aplicações existentes e potenciais. Posteriormente, o StoSS dará especial atenção à avaliação da qualidade dos setores. Às diferentes aplicações, surgem, frequentemente, associados diferentes critérios, características que, sendo importantes para uma aplicação acabam por ser irrelevantes para outras. Há, no entanto, critérios que, sendo quase transversais, importa preservar na construção dos setores o que explica, por si só, a necessidade de uma abordagem multicritério em problemas desta área. São eles o Equilíbrio (partes como idênticas porções do todo), a Compacidade (preferência pelas formas regulares como círculos evitando "tentáculos") e a Contiguidade (adjacência entre os elementos de cada setor, evitando que um setor se divida em porções). Assim, a medição da qualidade dos setores obtidos por algum método torna-se difícil de quantificar e comparar com os obtidos por outros. Será feito um estudo exaustivo das medidas usadas na avaliação. Outras serão sugeridas de maneira a conseguir espelhar o objetivo do agente decisor (AD) no momento de "partir" o seu problema tornando assim o AD como parte verdadeiramente integrante do processo. O trabalho culminará com o desenvolvimento de um sistema de apoio à decisão que permitirá resolver setorização de acordo com a finalidade a que se destina, uma setorização "à medida" onde o AD, mediante as suas necessidades, poderá interferir na resolução do problema de setorização.

Detalhes

Mais Informação

  • Acrónimo

    StoSS
  • Início

    15 outubro 2018
  • Orçamento global

    233.703,76 €
    • Financiado por

    Equipa
    001

    Centros Associados

    CESE

    Centro

    Centro de Engenharia de Sistemas Empresariais