Cookies
Usamos cookies para melhorar nosso site e a sua experiência. Ao continuar a navegar no site, você aceita a nossa política de cookies. Ver mais
Aceitar Rejeitar
  • Menu
Artigo

Projeto de localização de ativos móveis encerra com instalação na Casa da Música

O desafio lançado, há dois anos, ao Centro de Telecomunicações Multimédia (CTM) do INESC TEC consistia na criação de uma solução de gestão de bens móveis capaz de solucionar os problemas que grandes organizações - como hospitais, indústrias ou centros culturais - enfrentam na identificação e localização de equipamentos e processos, levando desse modo à redução do desperdício.

17 janeiro 2020

O desafio lançado, há dois anos, ao Centro de Telecomunicações Multimédia (CTM) do INESC TEC consistia na criação de uma solução de gestão de bens móveis capaz de solucionar os problemas que grandes organizações - como hospitais, indústrias ou centros culturais - enfrentam na identificação e localização de equipamentos e processos, levando desse modo à redução do desperdício.

Tendo como ponto de partida a massificação das tecnologias da Internet das Coisas (IoT), uma equipa INESC TEC tem estado a trabalhar no projeto WHERE.IS, liderado pela empresa Wavecom, que encerrou com a prova de fogo: uma instalação piloto no edifício da Casa da Música, no Porto, para teste e demonstração da solução proposta.

Para chegar aqui, foi necessário criar um sistema que pudesse integrar um grande número de objetos respeitando um conjunto de variáveis, como o consumo e autonomia dos dispositivos de localização e a complexidade, área e dinamismo do ambiente indoor em causa.

Após o desenvolvimento de novos equipamentos com integração de tecnologia de localização, baseados em tecnologia de comunicações IoT, e de uma plataforma de gestão de informação centralizada, a solução deu lugar a uma instalação piloto no edifício da Casa da Música, para validação perante os requisitos concretos de um caso de uso real.

De referir que a Casa da Música tem cerca de 2500 instrumentos musicais espalhados por vários locais ao longo de sete pisos, o que torna este espaço especialmente interessante para testar a monitorização em tempo real e a localização de instrumentos e equipamentos. A fase final do projeto consistiu assim na instalação piloto no edifício da Casa da Música, com 15 pontos de acesso.

No projeto foram parceiros do INESC TEC a Casa da Música, a empresa Wavecom (líder do projeto) e o Hospital de Braga. Financiado pelo programa Portugal 2020,  o WHERE.IS contou com o trabalho de vários investigadores da área de tecnologias óticas e eletrónicas do Centro de Telecomunicações e Multimédia, sob a coordenação do investigador Luís Pessoa.

 

Os investigadores mencionados na notícia têm vínculo ao INESC TEC e à UP-FEUP.