Cookies
Usamos cookies para melhorar nosso site e a sua experiência. Ao continuar a navegar no site, você aceita a nossa política de cookies. Ver mais
Aceitar Rejeitar
  • Menu
Artigo

Protótipo para a valorização da biomassa florestal selecionado como best practice por consórcio europeu

O ForScope, protótipo desenvolvido por uma equipa de investigadores do Centro de Engenharia de Sistemas Empresariais (CESE) do INESC TEC, foi selecionado como uma das best practice pelo consórcio europeu Rosewood que identifica e promove as melhores ferramentas e metodologias para melhorar a mobilização da madeira na Europa.

25 agosto 2020

O principal objetivo deste protótipo de sistema de apoio à decisão é apoiar o planeamento das operações de recolha e transporte de materiais lenhosos, reduzindo custos e melhorando a eficiência das cadeias de abastecimento.

Desta forma, as empresas florestais e os prestadores de serviços podem fazer uma gestão mais adequada da sua força de trabalho e toda a logística da madeira e da biomassa florestal pode tornar-se mais competitiva. O que contribui para aumentar o uso e valorização da biomassa e dos recursos florestais lenhosos, com impactos na redução dos riscos de incêndios rurais.

O protótipo começou a ser desenvolvido no INESC TEC no projeto europeu FOCUS – Advances in Forestry Control and Automation Systems, liderado pelo INESC TEC em 2014-2016. Nessa altura, desenvolveram-se modelos de otimização para apoiar o planeamento da exploração florestal, transporte de madeira e gestão do parque de matéria prima, com casos de estudo em Portugal, Finlândia e Suíça. Desde essa altura, esta componente, designada pelo Optimization Engine, tem vindo a ser melhorada e ajustada para diferentes casos de estudo, incluindo a otimização de rotas para transporte de produtos aos clientes, integrado com o retorno de madeira para a fábrica, no projeto Easyflow, o mercado digital da biomassa florestal, no projeto Biotecfor e a gestão do parque de equipamentos florestais, no projeto Gotecfor. Mais recentemente, tem sido feito um esforço para desenvolver uma web app, com interfaces intuitivas ajustada às necessidades dos diferentes públicos alvo – por exemplo por produtores, consumidores de biomassa e fornecedores de serviços logísticos. Estas interfaces permitem a troca de dados entre os agentes, o planeamento conjunto, geração de cenários alternativo de otimização e a consulta, análise e partilha dos planos resultantes.

ForScope - Web App

A equipa responsável pelo desenvolvimento do protótipo tem sido liderada por Alexandra Marques, e é atualmente composta por Carolina Catorze, Ricardo Soares e Reinaldo Gomes (CESE). Segundo os investigadores, o ForScope destaca-se não só pela ausência de soluções semelhantes em Portugal, mas também pelo facto de promover uma maior ligação entre os produtores de biomassa e os respetivos consumidores, cujas necessidades não estavam a ser suprimidas.

O ForScope caracteriza-se também pela sua atualidade e contribuição para a bioeconomia, pois o planeamento da gestão da biomassa florestal engloba vários aspetos ambientais, económicos, administrativos, legais e sociais, dado que a sociedade tem vindo a reforçar o papel crucial da biomassa como fonte de energia primária a nível global. Desta forma, será possível promover a valorização e utilização da biomassa florestal.

Os investigadores do INESC TEC mencionados na notícia têm vínculo ao INESC TEC e à UP-FEUP.