Cookies
Usamos cookies para melhorar nosso site e a sua experiência. Ao continuar a navegar no site, você aceita a nossa política de cookies. Ver mais
Fechar
  • Menu
Artigo

Seizure Journal destaca artigo INESC TEC na área de epilepsia

João Paulo Cunha e Hugo Miguel Choupina, coordenador e investigador, respetivamente, do Centro de Investigação em Engenharia Biomédica (C-BER) do INESC TEC, fazem parte da equipa de autores do artigo mais relevante do mês de agosto para a revista Seizure Journal, uma referência na área da epilepsia.

21 setembro 2018

Resultado de uma já longa cooperação com a Universidade de Munique, o artigo “Quantitative and qualitative analysis of ictal vocalization in focal epilepsy syndromes” aborda a investigação das características de frequência, significância de localização e intensidade da vocalização durante crises (ictal) em diferentes síndromes focais de epilepsia”, tendo sido usado um método computacional desenvolvido pelos investigadores do INESC TEC/Universidade do Porto.

Nas palavras do editor da Seizure Journal, Markus Reuber, a distinção é merecida porque, numa época em que a imagem médica tem vindo a dominar os sistemas de apoio ao diagnóstico, o artigo, não apenas “se centra especificamente em características  ictais audíveis, mas também nos lembra que um processo de diagnóstico ideal deve chamar todos os nossos sentidos”. “Os epileptologistas não precisam apenas de manter os olhos bem abertos, precisam de parar, olhar e OUVIR”, escreve o professor de Neurologia Clínica da Universidade de Sheffield, Reino Unido.

 

Para João Paulo Cunha, “ter impacto clínico e, consequentemente, ter a hipótese de contribuir para a melhoria da vida dos doentes epilépticos é uma das principais razões pelas quais pesquisamos em neuroengenharia há mais de 25 anos”.

A equipa de autores é composta por investigadores da Ludwig-Maximilians Universität de Munique, na Alemanha e da Universidade do Porto / INESC TEC, sendo a componente clínica da responsabilidade de Munique e a técnica da responsabilidade do Porto.

 

Os investigadores mencionados têm ligação ao INESC TEC e à FEUP.