Cookies
Usamos cookies para melhorar nosso site e a sua experiência. Ao continuar a navegar no site, você aceita a nossa política de cookies. Ver mais
Fechar
  • Menu
Artigo

Meios digitais desenvolvidos no INESC TEC ajudam a tratar a depressão

O projeto “iCare4Depression” (Eu cuido da Depressão), desenvolvido pelo Centro de Sistemas de Informação e de Computação Gráfica (CSIG) do INESC TEC, em colaboração com o ISMAI, é um trabalho inovador que combina psicoterapia frente a frente com soluções digitais móveis e de internet para apoiar o tratamento da Depressão.

27 junho 2018

A novidade deste projeto consiste na combinação de sessões presenciais de psicoterapia com aplicações móveis e plataformas web, com vista a potenciar os efeitos do tratamento e reduzir os custos associados ao mesmo.

Atualmente, o iCare4Depression está a realizar um estudo piloto a fim de testar as ferramentas digitais disponíveis e aprimorar o processo de avaliação e intervenção com estas ferramentas. Pretende-se assim, melhorar o acesso ao tratamento da depressão, reduzir os custos e potenciar a eficácia clínica, colmatando as lacunas dos tratamentos usuais.

Neste momento, e no âmbito do estudo piloto, o projeto iCare4Depresssion está a aceitar inscrições de pessoas que estejam interessadas em fazer um tratamento gratuito e inovador da sua depressão clínica. O projeto disponibiliza 2 sessões de avaliação mais cerca de 16 semanas de tratamento, realizadas por profissionais especializados. As inscrições deverão ser efetuadas a partir do menu “INSCRIÇÃO” disponível no site: icare4depression.ismai.pt.

app icare4depression

A Depressão é uma doença com um forte impacto negativo no bem-estar e no funcionamento da pessoa. Pode ser duradoura ou recorrente, prejudicando substancialmente a capacidade do indivíduo de funcionar no trabalho ou na escola ou de lidar com a vida diária. Na sua forma mais grave, a depressão pode mesmo levar ao suicídio. A nível global, estima-se que mais de 300 milhões de pessoas, o equivalente a 4,4% da população mundial, são afetadas por esta condição. Estes números são preocupantes e estão a aumentar a cada ano que passa (fonte: Organização Mundial da Saúde).

Trata-se de um problema de saúde com elevado impacto na saúde física e psicológica da população e que pode ser tratado e até prevenido. A questão hoje em dia prende-se em especial com o difícil acesso aos cuidados e terapias adequados. Assim, o iCare4Depression poderá ser vantajoso, pois a literatura aponta para o uso de terapia combinada (terapia face-a-face apoiada por ferramentas digitais) como uma solução promissora no combate à depressão quer em termos de custo, quer em termos de eficácia do tratamento.

Este projeto conta, entre outros, com a participação dos investigadores Artur Rocha, João Correia Lopes, José Ornelas e Paulo Quádrio.

A instituição promotora do projeto é a Maiêutica Cooperativa de Ensino Superior C.R.L., através do seu Laboratório de Investigação em Psicoterapia do ISMAI, e conta, além do INESC TEC, com as seguintes instituições participantes: Centro de Psicologia da Universidade do Porto, VRIJE Universiteit Amsterdam, University of Limerick e ARS Norte.

Este projeto é financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia, no âmbito do programa COMPETE 2020.

 

Os investigadores do INESC TEC mencionados na notícia têm vínculo ao INESC TEC e à UP-FEUP.