Cookies
Usamos cookies para melhorar nosso site e a sua experiência. Ao continuar a navegar no site, você aceita a nossa política de cookies. Ver mais
Fechar
  • Menu
Artigo

Investigador INESC TEC nomeado Editor em revista mundial de Engenharia Industrial

João Catalão, investigador do Centro de Sistemas de Energia (CPES) do INESC TEC, e docente do Departamento de Engenharia Eletrotécnica e de Computadores da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP), foi recentemente nomeado Editor Associado da revista IEEE Transactions on Industrial Informatics (TII).

11 outubro 2018

Esta é a quarta vez que João Catalão colabora nas revistas IEEE Transactions, com participação em edições com os temas “Sustainable Energy”, “Power Systems” e “Smart Grid”.

O IEEE TII concentra-se no conhecimento que tem por base a automação empresarial como um meio de melhorar os processos de fabrico industrial. Isso inclui uma série de técnicas que usam análise, manipulação e distribuição de informações para obter maior eficiência, eficácia, fiabilidade e segurança dentro do ambiente industrial. Os artigos no IEEE TII são divididos em 11 áreas de investigação: "Bioengenharia", "Comunicação, Redes e Radiodifusão", "Componentes, Circuitos, Dispositivos e Sistemas", "Computação e Processamento", "Materiais, Dielétricos e Plasmas", "Campos, Ondas e Eletromagnetismo", "Geociência", "Sistemas de Controlo e Robótica", "Processamento e Análise de Sinais", "Transporte", e "Aplicações Industriais em Sistemas de Potência e Energia". João Catalão irá coordenar precisamente esta última área no IEEE TII.

João Catalão concluiu o mestrado no Instituto Superior Técnico (IST), Lisboa, em 2003, e recebeu o grau de doutor e o título de agregado pela Universidade da Beira Interior (UBI), Covilhã, em 2007 e 2013, respetivamente. É Professor Associado com Agregação da FEUP desde setembro de 2015, com mais de 670 publicações e 7220 citações (de acordo com o Google Scholar). O seu trabalho de investigação tem sido dirigido para as áreas de sistemas sustentáveis de energia, energias renováveis, mercados elétricos, e redes inteligentes de energia. 

 

O investigador mencionado na notícia tem vínculo à UP-FEUP.