Cookies
Usamos cookies para melhorar nosso site e a sua experiência. Ao continuar a navegar no site, você aceita a nossa política de cookies. Ver mais
Aceitar Rejeitar
  • Menu
Artigo

INESC TEC alcança primeira patente de software nos EUA

O INESC TEC tem, pela primeira vez, uma patente de software concedida nos Estados Unidos da América (EUA), com a tecnologia utilizada na carteira móvel de criptomoedas da spin-off Keyruptive.

15 junho 2020

“Method and a device for secure storage of at least one element of digital information, and system comparising such device” é o nome da patente concedida ao INESC TEC e que “reforça o carácter inovador das abordagens do projeto europeu SafeCloud, bem como do produto desenvolvido pela spin-off Keyruptive”, afirma Francisco Maia, um dos inventores da ideia.

Esta tecnologia engloba a forma como se dividem os pedaços de informação e como se guardam os mesmos em sítios distintos, garantindo simultaneamente conveniência de acesso e armazenamento seguro de informação na nuvem.

Rui Oliveira, membro do Conselho de Administração do INESC TEC e docente da Universidade do Minho, João Paulo, Francisco Maia e Francisco Cruz, investigadores do INESC TEC, são os inventores da tecnologia agora patenteada.

A Keyruptive é uma carteira móvel de criptomoedas que permite o acesso e gestão de fundos de forma intuitiva e com elevada disponibilidade, enquanto mantém um nível de segurança comparável ao de dispositivos de hardware.

Esta carteira móvel, assegurada pela tecnologia que compõe a concessão da patente, oferece segurança e conveniência para armazenamento seguro na nuvem,  dando aos utilizadores total controlo sobre os seus fundos e informação.

De referir ainda que este foi o primeiro pedido de uma patente de software, ou seja, uma invenção implementada por computador, a ser concedido ao INESC TEC nos EUA, após grandes mudanças que o caso Alice Corp vs CLS Bank veio introduzir ao sistema americano nesta área.

Os investigadores do INESC TEC mencionados na notícia têm vínculo ao INESC TEC e à UMinho.