Cookies
Usamos cookies para melhorar nosso site e a sua experiência. Ao continuar a navegar no site, você aceita a nossa política de cookies. Ver mais
Fechar
  • Menu
Artigo

HASLab/INESC TEC inicia projeto europeu na área de “Big Data”

O Laboratório de Software Confiável (HASLab), Parceiro Privilegiado do INESC TEC, vai iniciar em fevereiro o projeto europeu LeanBigData (Ultra-Scalable and Ultra-Efficient Integrated and Visual Big Data Analytics), que tem como objetivo solucionar três grandes desafios do processamento analítico em “Big Data”: o custo associado ao escalonamento do processamento analítico de “Big Data” para análise de sequências dinâmicas e fontes estáticas; a falta de integração das tecnologias existentes para a manipulação de “Big Data” e os seus elevados tempos de resposta; e ainda o insuficiente suporte ao utilizador final que leva a ciclos de análise extremamente longos. A Unidade de Sistemas de Informação e Computação Gráfica (USIG) do INESC TEC também participa no projeto.

15 janeiro 2014

O projeto propõe-se a criar e desenvolver três sistemas eficientes para a manipulação de “Big Data”: uma nova base dados NoSQL transacional, um sistema de processamento de eventos complexos (CEP) distribuído e um motor de interrogações SQL distribuído. Na mesma linha de raciocínio, a equipa de investigação, onde se incluem os investigadores do HASLab Rui Oliveira, José Orlando Pereira, Francisco Moura, José Nuno de Oliveira e António Ribeiro e da USIG Alexandre Carvalho, pretende criar uma plataforma integrada com as três principais tecnologias para “Big Data”, NoSQL, SQL e Streaming/CEP, que melhorarão o tempo de resposta do processamento analítico unificado sobre múltiplas fontes e grandes quantidades de dados, evitando as ineficiências das atuais abordagens extração-transformação-carregamento (ETL).

O projeto deverá também permitir a análise “Big Data” fim-a-fim, eliminando as quatro principais fontes de atraso no ciclo de análise de dados, utilizando para isso a descoberta automática de anomalias e “root cause analysis”, bem como a visualização incremental de interrogações longas, a composição de visualizações de forma declarativa e interação simplificada com “drag-and-drop”, e ainda a manipulação eficiente de visualizações através de gestos em vistas 3D/Holográficas.

Finalmente, o LeanBigData demonstrará estes resultados num “cluster” com mil núcleos de processamento em quatro casos de estudo industriais com dados reais, preparando a sua implantação no contexto de processos de negócio reais.

Do consórcio do projeto fazem parte, além do HASLab, a Portugal Telecom, a Universidad Politecnica de Madrid e as empresas Computer Asscociates e ATOS (Espanha), a Intel (de Israel), a Foundation for Research and Technology (Grécia), o Institute of Communication and Computer Systems (Reino Unido), e SyncLab SRL (Itália). O projeto tem duração de 36 meses e é financiado pelo 7º Programa Quadro da União Europeia.

Os investigadores com ligação ao INESC TEC referidos nesta notícia têm vínculo às seguintes entidades parceiras do Laboratório Associado: FEUP e U.Minho.

INESC TEC, janeiro de 2014