Cookies
Usamos cookies para melhorar nosso site e a sua experiência. Ao continuar a navegar no site, você aceita a nossa política de cookies. Ver mais
Aceitar Rejeitar
  • Menu
Artigo

Especialista mundial no encerramento de projeto dedicado à simulação médica

A sessão de encerramento do projeto SIMPROVE – Medical Simulation Centre of the Future, que juntou a FMUP, o INESC TEC e a empresa STI-Medical, contou com a participação de Guid Oei, professor da Eindhoven University of Technology (Holanda), especialista na área da simulação médica aplicada à Obstetrícia e membro de um consórcio que ganhou 2,9 milhões de euros para o desenvolvimento de um protótipo de útero artificial, e de João Bernardes, Presidente do Departamento de Ginecologia-Obstetrícia e Pediatria da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto.

10 janeiro 2020

A sessão de encerramento do projeto SIMPROVE – Medical Simulation Centre of the Future, que juntou a FMUP, o INESC TEC e a empresa STI-Medical, contou com a participação de Guid Oei, professor da Eindhoven University of Technology (Holanda), especialista na área da simulação médica aplicada à Obstetrícia e membro de um consórcio que ganhou 2,9 milhões de euros para o desenvolvimento de um protótipo de útero artificial, e de João Bernardes, Presidente do Departamento de Ginecologia-Obstetrícia e Pediatria da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto.

No evento, intitulado From Simulation to Virtual Reality in Healthcare Education and Training”, realizado no dia 29 de novembro, na FMUP, foram apresentados os resultados de um projeto, com a participação do Centro de Sistemas de Informação e de Computação Gráfica (CSIG), que se propôs contribuir para o desenvolvimento do ensino e do treino médico com recurso à realidade virtual e aos jogos digitais aplicados à simulação clínica.

Durante a sessão, onde participou António Gaspar, coordenador do CSIG, foi suscitado o debate sobre as potencialidades da simulação e da realidade virtual na aquisição e melhoria das competências dos profissionais de saúde e decorreu uma demonstração técnica, realizada pelos membros da equipa do SIMPROVE Carla Sá Couto (FMUP), Rui Nóbrega, João Costa e Filipe Rodrigues (INESC TEC) e Hugo Machado (STI MEDICAL).

Neste consórcio, liderado pela STI Medical, o INESC TEC concebeu uma solução integrada de simulação de cenários clínicos através de um sistema modular que permite depois interagir através de sistemas multijogador de jogos digitais ou com um sistema de interação em realidade virtual. Foi também concebido um editor de cenários clínicos usando a experiência de simulação da FMUP para editar e criar novos cenários e jogos sérios.

Este tipo de jogos e simuladores permitirão melhorar o treino de profissionais da área da saúde, autonomizando o treino e criando um registo de ações tomadas quando o exercício é efetuado em grupo.

O projeto SIMPROVE teve início em março de 2017 e foi financiado em 1,1 milhões de euros pelo programa Norte2020.


Os investigadores INESC TEC mencionados têm vínculo ao INESC TEC.

 

Créditos das Fotografias: Gabinete de Comunicação e Imagem da FMUP