Cookies
Usamos cookies para melhorar nosso site e a sua experiência. Ao continuar a navegar no site, você aceita a nossa política de cookies. Ver mais
Fechar
  • Menu
Artigo

Equipa do INESC TEC conquista segundo lugar em competição europeia

Uma equipa do INESC TEC, composta por Catarina Maia e Vasco Teles, respetivamente, responsável e colaborador do Serviço de Apoio ao Licenciamento (SAL), e José Coelho Rodrigues, colaborador do Centro para a Inovação, Tecnologia e Empreendedorismo (CITE), fez parte de um consórcio que ficou em segundo lugar na competição “Clean Air Prize”.

22 novembro 2018

Promovido pela Comissão Europeia, este prémio tem como objetivo desenvolver uma solução inovadora e devidamente projetada para reduzir a concentração de partículas no ar em áreas urbanas, consequentemente melhorando a sua qualidade. 

A proposta foi liderada pelo Trinity College Dublin, juntamente com a Universidade de Surrey, tendo como parceiros a fundação AMBER (Advanced Materials and BioEngineering Research), o Centro de Investigação SFI, o Global Centre for Clean Air Research (GCARE) e o INESC TEC.

A resposta ao desafio apresentada por este grupo de trabalho designa-se “Passive Mitigation of Particulate Matter (PM2)” e consiste num dispositivo que evita a poluição por partículas através de sistemas de ventilação de edifícios, uma vez que se trata de um processo que consome muita energia e que exige constantes manutenção e substituição de filtros. Na proposta, o INESC TEC foi responsável pelo modelo de negócio e estratégia de introdução no mercado.

O “Clean Air Prize” é um dos vários “Horizon Prizes” em curso, também designados prémios de "desafio", cujo papel é oferecer uma recompensa em dinheiro para quem puder mais efetivamente atender a um determinado desafio. O objetivo é estimular a inovação e encontrar soluções para problemas que interessam aos cidadãos europeus, sem necessariamente detalhar como isso deve ser alcançado ou quem deve alcançá-lo.

Para este concurso foram selecionadas 16 candidaturas de 12 países diferentes. O vencedor, anunciado na cerimónia oficial que decorreu no âmbito da conferência Industrial Technologies 2018, que teve lugar em Viena, no dia 30 de outubro, ganhou um prémio no valor de 3 milhões de euros.

 

Os investigadores mencionados na notícia têm vínculo ao INESC TEC.