Cookies
Usamos cookies para melhorar nosso site e a sua experiência. Ao continuar a navegar no site, você aceita a nossa política de cookies. Ver mais
Fechar
  • Menu
Artigo

Chega ao fim o projeto SUSCITY coordenado pelo INESC TEC

O projeto SUSCITY, coordenado pelo INESC TEC, e cujo objetivo era o desenvolvimento e integração de novas ferramentas e serviços de promoção da eficiência dos recursos para melhorar o desempenho dos decisores urbanos, com impactos ambientais mínimos, chegou ao fim.

17 julho 2018

Com um orçamento superior a 2M€, o SUSCITY foi um projeto financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) ao abrigo do programa MIT Portugal e desenvolvido por um consórcio composto por INESC TEC, IST-ID, Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, IDMEC, LNEG, Universidade de Coimbra, Universidade do Minho, ADENE, EDP Distribuição, MIT, Câmara Municipal de Lisboa (CML), IBM, iTds, R&D Nester e Novabase.

O seminário de encerramento do projeto, onde foram apresentados os principais resultados do SUSCITY, decorreu no dia 28 de junho no Pavilhão do Conhecimento em Lisboa. 

Destaque para Manuel Matos, coordenador do Centro de Sistemas de Energia (CPES) do INESC TEC e investigador principal do projeto, que ficou responsável pela sessão de abertura e de encerramento do evento. Participaram ainda no evento Paulo Ferrão, presidente da FCT, Luís Tiago Ferreira, da EDP Distribuição, Maribel Santos, da Universidade do Minho, Camila Garcia, da Universidade de Lisboa, Cláudia Sousa, da ADENE, Filipe Joel Soares, investigador do CPES e António Gomes Martins, da Universidade de Coimbra. 

O projeto SUSCITY surge da necessidade de serem criadas soluções energeticamente eficientes para as cidades. Atualmente as cidades são responsáveis por 60 a 80% do consumo de energia global, emitindo 50 a 60% do total mundial dos gases de efeito de estufa, e a maior parte da energia usada nas cidades é proveniente dos edifícios. A falta de entendimento acerca da dinâmica de consumo de eletricidade no tempo e no espaço motivaram o desenvolvimento de um painel de controlo da energia urbana como ferramenta para gestão da energia usada nas cidades. 

O SUSCITY representa assim um avanço na ciência da modelação de sistemas urbanos e representação de dados suportados pela recolha urbana e processamento de big data. 

Iniciado em janeiro de 2015, o projeto SUSCITY chega agora ao fim.

Os investigadores mencionados na notícia têm vínculo ao INESC TEC e à UP-FEUP.