Cookies
Usamos cookies para melhorar nosso site e a sua experiência. Ao continuar a navegar no site, você aceita a nossa política de cookies. Ver mais
Aceitar Rejeitar
  • Menu
Artigo

Projeto do INESC TEC pretende ensinar mais sobre as tecnologias da Indústria 4.0

CPPS 101 - Cyber Physical Production Systems 101 - é o nome do projeto que pretende difundir conhecimentos sobre sistemas de produção ciber-físicos (CPPS) e smart manufacturing. Coordenado pelo INESC TEC, através do Centro de Robótica Industrial e Sistemas Inteligentes (CRIIS), o projeto surgiu no âmbito da EIT Manufacturing, Comunidade de Inovação inserida no Instituto Europeu de Inovação e Tecnologia (EIT).

23 abril 2020

A kick-off meeting do projeto ocorreu no dia 13 de fevereiro de 2020, na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP). Na reunião, que incluiu uma visita às instalações do Industry and Innovation Laboratory (iilab), estiveram presentes representantes da FEUP, do Laboratory for Manufacturing Systems & Automation da Universidade de Patras (LMS Patras), da Universidade Técnica de Delft (TU Delft) e do INESC TEC.

As novas tecnologias resultantes da “quarta revolução industrial” são prioridades no que diz respeito a pesquisa e desenvolvimento, mas existem várias empresas que sentem dificuldades em implementar esta transição digital. Aliás, os recursos humanos das indústrias carecem, frequentemente, dos recursos técnicos necessários para as novas aplicações dos CPPS.

Além disso, os estudantes recém-formados na área podem não possuir este conhecimento, considerando que, na maioria das vezes, estes novos conceitos não são contemplados nos planos de estudos.

Como resolver o problema? O projeto CPPS 101 visa educar estudantes de engenharia, das diversas instituições europeias, jovens investigadores, profissionais de indústrias europeias, empresários europeus e o público em geral, no que diz respeito às raízes, expectativas e desafios das novas tecnologias, que estão a moldar o futuro da Indústria 4.0 e o conceito de smart manufacturing.

Qual o objetivo do projeto? A criação de um curso online dividido em oito módulos, com apresentação teórica de conteúdos, em formato de texto e vídeo, bem como exercícios teóricos e práticos, tanto na perspetiva académica como na industrial.

A matéria vai incidir sobre os princípios básicos dos CPPS, passando por um contexto de smart manufacturing, assim como a readaptação através das tecnologias atuais. Além disto, existirão módulos focados na Internet Industrial das Coisas (IIoT), gémeos digitais, aprendizagem de máquina, controlo e otimização, robótica, e o papel do operador nos CPPS.

O INESC TEC conta com o envolvimento dos seguintes investigadores: Marcelo R. Petry, Hélio Mendonça, Armando Sousa, José Lima, Manuel S. Silva e António Paulo Moreira, investigadores do CRIIS, e Ana Cristina Barros e António Henrique Almeida, investigadores do Centro de Engenharia de Sistemas Empresarias (CESE). Este projeto, com um financiamento de 36 mil euros, arrancou no dia 1 de janeiro de 2020 e vai durar até ao último dia deste ano.

Os investigadores do INESC TEC mencionados na notícia têm vínculo ao INESC TEC, à UP-FEUP, ao IPP-ISEP e ao IPB.