Cookies
Usamos cookies para melhorar nosso site e a sua experiência. Ao continuar a navegar no site, você aceita a nossa política de cookies. Ver mais
Fechar
  • Menu
Artigo

Poupar energia através de jogos: INESC TEC é o primeiro edifício a receber a ECOplay

ECOplay é o nome da aplicação móvel que vai colocar os utilizadores de três tipos de edifícios, de países diferentes, a poupar energia. 

18 novembro 2019

Desenvolvida no âmbito do projeto europeu FEEdBACk, foi lançada no INESC TEC no dia 23 de outubro e contou com um “auditório cheio”.

“Sabia que 99% dos principais cientistas do mundo acreditam que os seres humanos são os principais responsáveis pelas Alterações Climáticas?”. A partir de dia 28 de outubro, os utilizadores do INESC TEC vão poder pôr “mãos à obra” para alterar esta realidade.

O objetivo do projeto passa por reduzir o consumo energético do INESC TEC em, pelo menos, 12% e conta com a colaboração de todos os utilizadores do edifício.

Uma competição “à medida” e com direito a prémios

A competição terá duas componentes complementares: de aprendizagem, individual, e de poupança energética, em equipa.

Através de jogos, quizzes e até de uma telenovela, exclusiva na ECOplay, os jogadores vão aprender dicas sobre como poupar energia, tanto no trabalho como na sua própria casa, com direito a pontos, mas também a moedas e badges.

Em equipa, os jogadores deverão seguir as indicações enviadas pela aplicação. Estas vão ser enviadas de forma personalizada, de acordo com o perfil atribuído depois do preenchimento do questionário inicial da ECOplay. É através desta componente que as moedas, cujo valor depende da poupança energética real, vão assumir um maior impacto. Poderão ser utilizadas individualmente, na store da ECOplay, e em equipa (Team Bank), no final da competição, em algo a decidir pela própria equipa.

Menos energia, o mesmo conforto

Para vencerem a competição, os utilizadores não vão ter que trabalhar às escuras ou com frio. Através de sensores, desenvolvidos no INESC TEC, que medem a temperatura, luminosidade, humidade e concentração de CO2, a ECOplay vai monitorizar o conforto dos utilizadores, notificando-os sempre que os parâmetros estejam fora do que se considera como recomendável.

Isto porque, além do que é visível, um conjunto de aplicações, desenvolvidas por investigadores do Centro de Sistemas de Energia (CPES) e da École Polytechnique Fédérale de Lausanne (EPFL) – por exemplo, Occupancy Forecast, Net Load Forecast, Baseline Load Forecast, Behaviour Predictor – vão estar a correr de forma a detetarem as melhores oportunidades para redução do consumo, tendo em conta comportamentos anteriores e o contexto, como é o caso da temperatura interior e exterior.

Quem poderá jogar?

Neste momento, o projeto encontra-se numa fase de demonstração. Depois do INESC TEC, será a vez dos edifícios públicos do município de El Prat, em Barcelona (Espanha) e de uma área residencial em Lippe (Alemanha), pilotos do projeto, de receber a ECOplay.

“Espera-se um grande envolvimento das comunidades dos três demonstradores. Estaremos sempre abertos a dicas e comentários dos jogadores para, depois, chegarmos ao mercado com uma solução que tenha impacto real no consumo energético. O mérito desta aplicação será também dos utilizadores dos demonstradores”, reforça Filipe Joel Soares, investigador sénior do CPES e coordenador do projeto.

A aplicação está disponível na App Store e no Google Play.

O projeto FEEdBACk, com cerca de dois anos, envolve a colaboração de oito parceiros de sete países. No INESC TEC, conta com investigadores do Centro de Sistemas de Energia (CPES) e do Centro de Sistemas de Informação e Computação Gráfica (CSIG), responsáveis pelo desenvolvimento da plataforma de gamificação.

Este projeto foi financiado ao abrigo do programa de investigação e desenvolvimento da União Europeia Horizonte 2020 com o acordo número 768935.

 

O investigador mencionado nesta notícia tem vínculo ao INESC TEC.