Cookies
Usamos cookies para melhorar nosso site e a sua experiência. Ao continuar a navegar no site, você aceita a nossa política de cookies. Ver mais
Fechar
  • Menu
Artigo

Investigador INESC TEC vence concurso para projeto de «livro aumentado»

Não será um livro tradicional, mas também não será um e-book. Será um suporte para um modelo de aprendizagem com características inovadoras. Esta é a ideia subjacente ao «Livro aumentado para a Introdução Criativa à Programação», um projeto do investigador do Centro de Sistemas de Informação e de Computação Gráfica (CSIG) do INESC TEC, António Coelho, que está entre os vencedores do concurso para “Projetos de Inovação Pedagógica”, inserido no Programa “Promover a Excelência Pedagógica» da Universidade do Porto.

07 fevereiro 2020

Não será um livro tradicional, mas também não será um e-book. Será um suporte para um modelo de aprendizagem com características inovadoras. Esta é a ideia subjacente ao «Livro aumentado para a Introdução Criativa à Programação», um projeto do investigador do Centro de Sistemas de Informação e de Computação Gráfica (CSIG) do INESC TEC, António Coelho, que está entre os vencedores do concurso para “Projetos de Inovação Pedagógica”, inserido no Programa “Promover a Excelência Pedagógica» da Universidade do Porto.

Este livro aumentado é um livro em papel, um suporte tangível contendo o texto de base à aprendizagem, mas complementado por uma aplicação que permite transpor do papel para o suporte digital, através de marcas fiduciais, dando acesso a vídeos, desafios, jogos digitais e ludificação, para tornar a aprendizagem mais motivadora, eficaz e pervasiva (permitindo a micro-aprendizagem “anytime and anywhere”). A aplicação permitirá também o desenvolvimento de desafios de programação no computador pessoal, tudo de forma direta e intuitiva, a partir do livro. O design ludificado possibilitará o envolvimento colaborativo das turmas de estudantes.

A inovação, cuja utilidade foi agora reconhecida pela U.Porto, vem conciliar dois suportes distintos, mas que continuam a coexistir enquanto ferramentas pedagógicas. Como explica o investigador António Coelho, o livro em papel tem sido o suporte tecnológico mais relevante para o suporte à aprendizagem, desde há vários séculos. Com o advento das TIC (Tecnologias da Informação e Comunicação) tem havido um grande impulso para evoluir o livro para um suporte totalmente digital (e-book), tomando partido das potencialidades do multimédia, do hipermédia e dos jogos digitais. A interatividade proporciona maior eficácia na aprendizagem, mas o que se tem verificado é que o formato em papel continua a ser preferível por muitos dos estudantes, pela sua tangibilidade.

No projeto de «Livro aumentado» pretende-se desenvolver uma abordagem híbrida, para o suporte pedagógico à aprendizagem da programação para os estudantes dos Media Digitais, tendencialmente mais criativos. Para isso, o investigador contará com o financiamento de mil euros, atribuído a cada um dos “Projetos de Inovação Pedagógica” vencedores do programa da U.Porto que, anualmente, visa promover a melhoria dos modelos educativos aplicados nos cursos / unidades curriculares, através do financiamento de aquisição de equipamentos, licenças ou programas informáticos, mobiliário, serviços externos e outras ações, que contribuam para a inovação do quadro pedagógico.

O investigador INESC TEC mencionado tem vínculo à UP-FEUP.