Cookies
Usamos cookies para melhorar nosso site e a sua experiência. Ao continuar a navegar no site, você aceita a nossa política de cookies. Ver mais
Aceitar Rejeitar
  • Menu
Artigo

INESC TEC participa em projeto que promove adoção de IA nas PME

A inteligência artificial (IA) é uma das apostas da Comissão Europeia para aumentar a produção industrial. A Comissão tem, por isso, promovido a criação de centros de inovação digital regionais (Digital Innovation Hubs-DIH) para apoiar as PME europeias na sua transformação digital.

19 novembro 2020

O projeto AI REGIO (Regions and DIHs alliance for AI-driven digital transformation of European Manufacturing SMEs) tem como objetivo garantir que o apoio chega às PME industriais, dotando os centros de inovação digital regionais com recursos e competências às quais as empresas podem aceder.

Em Portugal, o projeto incide no iMan Norte Hub, rede de inovação digital lançada em 2018, que pretende fomentar a adoção de tecnologias por parte das empresas de digitalização e robótica do Norte do país. Enquanto cofundador e cocoordenador deste hub, o INESC TEC enriquecerá sua infraestrutura de comunicação no domínio da Internet das Coisas (IoT) com o desenvolvimento de projetos de IA por centros de investigação e empresas da região. Essa infraestrutura será instalada no iiLab – Laboratório de Indústria e Inovação do INESC TEC.

“Este piloto demonstrará especificamente como integrar as informações recebidas através de um sistema IoT num software de planeamento da produção, que permite ajustar o planeamento da atividade da fábrica em tempo real, considerando o comportamento recente da produção. O objetivo é alinhar o cronograma de produção em execução levando em consideração atrasos e falhas atuais, ajustando as necessidades de produção às tecnologias disponíveis”, exemplifica Rafael Lírio Arrais, investigador do Centro de Robótica Industrial e Sistemas Inteligentes (CRIIS) do INESC TEC. “A ligação de equipamentos e softwares à plataforma de IoT deverá resultar numa otimização do planeamento da produção”, conclui.

iiLab é uma das 30 experiências-piloto levadas a cabo pelo projeto

A instalação de um sistema de IoT no iiLab  é uma das 30 experiências-piloto que serão levadas a cabo pelo projeto AI REGIO, com o objetivo de estimular a adoção de IA nas empresas através da demonstração das soluções no iiLab para posterior transferência da tecnologia para as empresas. A nível do ecossistema de inovação, o AI REGIO vai promover uma cooperação mais estreita entre as regiões europeias, para garantir que as inovações possam ser difundidas por vários países. A nível tecnológico, cada centro de inovação digital irá disponibilizar um conjunto de plataformas de produção digital previamente desenvolvidas em projetos financiados pela EU.

“O AI REGIO garantirá que a ajuda chega onde é necessária para as PME industriais, explorando e enriquecendo a rede Europeia dos chamados Centros de Inovação Digital regionais, como o iMAN Norte Hub, a partir dos quais as empresas podem aceder competências e recursos não disponíveis na sua região”, afirma César Toscano, investigador do Centro de Engenharia de Sistemas Empresariais (CESE) do INESC TEC.

A nível nacional, o projeto AI REGIO envolve também a PME tecnológica UNPARALLEL Innovation que tem a seu cargo a organização e estruturação da informação relativa aos resultados do projeto tais como experiências-piloto e soluções tecnológicas desenvolvidas. Esta informação será disponibilizada online através da ferramenta IoT-Catalogue (www.iot-catalogue.com).

“O IoT-Catalogue permite aproximar aqueles que procuram soluções IoT (utilizadores finais, consultores tecnológicos, integradores de sistemas, etc.) dos que disponibilizam e/ou desenvolvem tecnologias IoT; é um explorador interativo de inovações IoT através de casos de sucesso, conhecimento especializado, soluções e tecnologias IoT, e muito mais”, refere Bruno Almeida, Diretor da UNPARALLEL.

O projeto planeia lançar duas open call (em junho de 2021 e março de 2022), às quais se poderão candidatar empresas portuguesas.

O projeto faz parte da iniciativa I4MS, que apoia as PME do setor industrial, através da integração de novas tecnologias de informação e comunicação (TIC) nos seus negócios. Junta 36 parceiros, de 8 países. Em Portugal tem como parceiros o INESC TEC, através do CRIIS e do CESE, e a UNPARALLEL Innovation. É financiado pelo programa de investigação da União Europeia, Horizonte 2020, em 9.2M€, ao abrigo do acordo nº 952003.

Os investigadores mencionados na notícia têm vínculo ao INESC TEC.