Cookies
O website necessita de alguns cookies e outros recursos semelhantes para funcionar. Caso o permita, o INESC TEC irá utilizar cookies para recolher dados sobre as suas visitas, contribuindo, assim, para estatísticas agregadas que permitem melhorar o nosso serviço. Ver mais
Aceitar Rejeitar
  • Menu
Artigo

INESC TEC em projeto para desenvolver Sistema Inteligente de Gestão de Processos

O INESC TEC, através do Centro de Sistemas de Informação e de Computação Gráfica (CSIG) e do Laboratório de Inteligência Artificial e Apoio à Decisão (LIAAD), participa no projeto SIGIPro, em parceria com a Faculdade de Ciências da Universidade do Porto e a empresa Expandindustria, SA.

01 julho 2021

O principal objetivo do projeto é o desenvolvimento de uma solução para a gestão inteligente de processos habilitados espacialmente, com vista a apoiar empresas e entidades governamentais que lidam com a gestão de processos ligados ao território. A equipa do projeto irá desenvolver uma solução inovadora para a gestão de processos, assente em três pilares: um sistema de inteligência artificial alimentado por algoritmos de machine learning, que permita a automatização de tarefas e a assistência inteligente aos utilizadores; um motor para a gestão de documentos e processos, tendo com conta fluxos de trabalho (workflows), e a geovisualização interativa de cenárias previsionais de resultados/impacto de novos processos e/ou políticas.

Mais concretamente, os investigadores do CSIG, Lino Oliveira e Artur Capela, são responsáveis pela investigação e desenvolvimento na representação de dados espaciotemporais, estando os membros do LIAAD, João Vinagre e Ricardo Sousa responsáveis por explorar os métodos de machine learning para recomendação de ações em gestão processual, técnicas de processamento de linguagem natural e uma analítica baseada em geovisualização interativa para apoio à decisão.

Este projeto de I&DT, com início em abril de 2021 e data de término em 2023, é cofinanciado pelo Sistema de Incentivos à Investigação e Desenvolvimento Tecnológico (COMPETE 2020), contando com um orçamento de, aproximadamente, 580 mil euros.

Os investigadores mencionados na notícia têm vínculo ao INESC TEC.