Cookies
O website necessita de alguns cookies e outros recursos semelhantes para funcionar. Caso o permita, o INESC TEC irá utilizar cookies para recolher dados sobre as suas visitas, contribuindo, assim, para estatísticas agregadas que permitem melhorar o nosso serviço. Ver mais
Aceitar Rejeitar
  • Menu
Artigo

INESC TEC desenvolve novas funcionalidades de controlo para posto de transformação do futuro

O INESC TEC encerra projeto que desenvolveu novas funcionalidades de controlo para o posto de transformação do futuro, tendo em conta aspetos construtivos, ambientais e elétricos. O trabalho foi realizado no âmbito do projeto NEXTSTEP - NEXT distribution SubsTation improvEd Platform.

22 dezembro 2021

Como resultados, o projeto apresentou um transformador mais amigo do ambiente, de maior rendimento e menor nível de ruído, o desenvolvimento de um layout mais eficiente e adaptado à integração de novos equipamentos, a definição de soluções eco-friendly, com vista a potenciar um melhor comportamento e integração paisagística, bem como a integração de equipamentos inovadores para a regulação da tensão e integração de equipamento de medição e monitorização baseado em sensores wireless mais compactos.

Em concreto, o INESC TEC, através do Centro de Sistemas de Energia (CPES), contribuiu para a especificação da arquitetura funcional do sistema de monitorização e controlo do Posto de Transformação (PT) e para o desenvolvimento da camada de inteligência, com algoritmos para apoiar a operação da rede de baixa tensão e monitorizar e controlar o posto de seccionamento e transformação. “A maior capacidade de monitorização e controlo permitirá a implementação de funcionalidades inovadoras na rede de baixa tensão tal como self-healing, ou seja, o mapeamento automático da rede de baixa tensão e controlo automático da tensão”, refere Clara Gouveia, investigadora responsável do projeto.

De referir que o principal utilizador desta tecnologia será o operador de rede de distribuição. A nível individual, as soluções de monitorização e armazenamento de energia poderão ter ainda uma aplicação prática noutros setores da energia, como a indústria e as comunidades energéticas.

O projeto NEXTSTEP terminou em novembro de 2021, com um evento de encerramento que decorreu na Figueira da Foz, local onde se encontra instalado o PT que integra grande parte das soluções desenvolvidas no projeto.

O consórcio do NEXTSTEP é constituído, para além do INESC TEC, pela Efacec Energia, entidade líder, ENEIDA.IO, Instituto de Sistemas e Robótica-Universidade de Coimbra e ITeCons. A EDP Distribuição é também um parceiro estratégico e impulsionador do projeto.

Apoiado pelo COMPETE 2020 no âmbito do Sistema de Incentivos à I&DT, na vertente de copromoção, o projeto NEXTSTEP envolveu um investimento elegível de cerca de 2.7 milhões de euros e um incentivo FEDER de cerca de 1.6 milhões de euros.

A investigadora mencionada na notícia tem vínculo ao INESC TEC.