Cookies
Usamos cookies para melhorar nosso site e a sua experiência. Ao continuar a navegar no site, você aceita a nossa política de cookies. Ver mais
Aceitar Rejeitar
  • Menu
Artigo

INESC TEC debate inovação industrial em conferência nacional

Em abril, José Carlos Caldeira participou no painel “Percursos da inovação industrial em Portugal” aquando da Conferência Inovação e Processo Criativo na Universidade do Minho. O administrador trouxe perspetivas da indústria do calçado para a conversa a par de gestores e líderes governamentais.

31 maio 2021

A indústria do calçado teve um processo de transformação acentuado, que abrangeu todas as vertentes do negócio, desde os produtos ao processo produtivo, passando pelas cadeias de fornecimento e de vendas e distribuição. Para José Carlos Caldeira, a “fórmula” que permitiu a reinvenção desta indústria pode ser aplicada a outros setores. “O principal fator de sucesso [da indústria do calçado] foi a capacidade do setor para estabelecer parcerias estratégicas com outros setores (nomeadamente os fabricantes de tecnologias de produção etc.) e com as entidades do sistema científico e tecnológico.” Aqui entra a investigação e desenvolvimento e o fator inovação.

De acordo com José Carlos Caldeira, instituições como o INESC TEC desempenham um papel central nestes ecossistemas de inovação. Para o administrador, este tipo de instituição identifica eficazmente necessidades no contexto industrial, traduzindo-as em desafios de inovação e desenvolvimento e criando soluções tecnologicamente avançadas. “Instituições como o INESC TEC funcionam como a “cola” do sistema, como verdadeiros canais de circulação de conhecimento e de pessoas entre a academia e o mundo empresarial,” adicionou.

A conferência está integrada nas comemorações dos 150 anos do nascimento de Alfredo da Silva que a Fundação Amélia de Mello está a desenvolver durante um ano. O tema da inovação foi explorado no evento coorganizado pela Universidade do Minho e pelo Laboratório Colaborativo em Transformação Digital, DTx.

 

O investigador mencionado na notícia tem vínculo ao INESC TEC.