Cookies
Usamos cookies para melhorar nosso site e a sua experiência. Ao continuar a navegar no site, você aceita a nossa política de cookies. Ver mais
Aceitar Rejeitar
  • Menu
Artigo

INESC TEC coordena projeto TRUST-AI

Aproximar as expressões analíticas derivadas da teoria e os modelos numéricos resultantes do Machine Learning, com vista ao desenvolvimento de um novo paradigma e à criação de uma ferramenta que visa solucionar problemas em diferentes setores, contribuindo, assim, para um ecossistema inovador focado nesse paradigma. Estes são os objetivos do projeto europeu TRUST-AI – Transparent, Reliable and Unbiased Smart Tool for Artificial Intelligence, que terá início em outubro deste ano, e que conta com um financiamento de aproximadamente 4M€.

17 abril 2020

Desajuste no desenvolvimento e utilização de algoritmos de Inteligência Artificial

O projeto será desenvolvido por um consórcio composto por sete parceiros oriundos de seis países europeus (Chipre, Estónia, França, Países Baixos, Portugal e Turquia), sendo o INESC TEC responsável pela sua coordenação, através do Centro de Engenharia e Gestão Industrial (CEGI).

A ideia do projeto passa pela criação de uma ferramenta disruptiva que possa ser aplicada em diferentes setores onde a intervenção do ser humano ainda assume um papel preponderante, tais como os setores da saúde, do comércio, da energia, da banca, da administração pública e dos seguros. O TRUST-AI irá explorar casos de uso nos três primeiros, mais concretamente no tratamento do cancro, em processos de tomada de decisão no comércio online e na criação de um modelo de previsão de procura de energia.

O projeto TRUST-AI terá uma duração de quatro anos e será desenvolvido por unidades de I&D e investigadores em áreas como a ciência computacional, a neurociência comportamental e a engenharia industrial, juntamente com PMEs tecnológicas que trabalham nos domínios do Machine Learning, Big Data, IoT, etc.

A equipa do INESC TEC que está a trabalhar neste projeto é composta por Gonçalo Figueira, Cristiane Ferreira, Pedro Amorim e Bernardo Almada-Lobo (CEGI).

 

Os investigadores do INESC TEC mencionados na notícia têm vínculo ao INESC TEC e à UP-FEUP.