Cookies
Usamos cookies para melhorar nosso site e a sua experiência. Ao continuar a navegar no site, você aceita a nossa política de cookies. Ver mais
Aceitar Rejeitar
  • Menu
Artigo

INESC TEC com cinco projetos para combate à COVID-19 aprovados pela FCT

O INESC TEC viu cinco projetos aprovados pela linha 'RESEARCH 4 COVID-19' da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), três enquanto entidade proponente, num total de 85 mil euros. Os projetos vão desenvolver soluções destinadas ao combate da pandemia por COVID-19.

27 abril 2020

Dois projetos são na área da robótica, outros dois utilizam a inteligência artificial e o quinto projeto incide sobre planeamento da produção.

O Centro de Robótica Industrial e Sistemas Inteligentes (CRIIS) coordena o PNEUMA e o RADAR. O primeiro trata-se de um ventilador de pandemia com um balão autoinsuflável, de baixo custo e fácil montagem, para apoiar os hospitais portugueses no âmbito do novo coronavírus. O PNEUMA permite o controlo do volume, frequência respiratória e relação inspiração-expiração, incluindo alarmes de deteção de paragem e filtro HEPA para mitigar risco de infeções, entre outras funcionalidades.

Já o RADAR (Robô Autónomo para Desinfeção em Ambiente hospitalaR) vai ajudar, através de sensores e lâmpadas ultravioleta, na desinfeção de espaços em unidades hospitalares. O robô terá navegação autónoma, ou seja, será capaz de se localizar e de navegar pelas salas contaminadas, monitorar a presença de pessoas no ambiente, e realizar o processo de desinfeção de forma autónoma.

O Centro de Engenharia Biomédica (C-BER) lidera o projeto CXR_AI4Covid-19, que propõe utilizar Inteligência Artificial (IA) para analisar radiografias do tórax, com o objetivo de identificar regiões pulmonares indicativas da presença de Covid-19, procurando fornecer uma segunda opinião ao clínico envolvido na triagem de pacientes com Covid-19.  É um projeto em parceria com a Administração Regional de Saúde da Região Norte.

O C-BER é ainda um dos parceiros do CAIRUS – COVID-19 Artificial Intelligence-based Risk Unified Stratification tool for clinical management, projeto liderado pela Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP), que junta também o Centro de Fotónica Aplicada e o Centro de Inovação, Tecnologia e Empreendedorismo (CITE) do INESC TEC. O projeto propõe uma ferramenta de estratificação rápida e de baixo custo para a previsão de resultados clínicos em pacientes com COVID-19, com base em análise sérica, utilizando uma plataforma fotónica validada de inteligência artificial. A utilização desta ferramenta permitirá antecipar a alta de pacientes de baixo risco, com vantagens para a saúde pública e para os pacientes.

Finalmente, o Centro de Engenharia e Sistemas Empresariais (CESE) propõe, com o COVID_3DPRINT, utilizar a tecnologia de impressão 3D para produzir dispositivos médicos, recorrendo a uma rede de voluntários. O CESE contribui com o desenvolvimento de um sistema de informação e apoio à decisão para o planeamento da produção e distribuição dos produtos impressos. Este projeto é liderado pelo INEGI.

"Estes cinco projetos selecionados são representativos do empenho do INESC TEC na resposta aos desafios de saúde e sócio-económicos da COVID-19, e integram um conjunto alargado de iniciativas que temos vindo a dinamizar desde o primeiro minuto, lado a lado com muitos dos nossos congéneres internacionais na resposta de serviço à comunidade que estas circunstâncias tão difíceis nos exigem”, afirma João Claro, Presidente da Comissão Executiva do INESC TEC.

A linha de financiamento 'RESEARCH 4 COVID-19' vai financiar um total de 66 projetos e iniciativas de investigação e desenvolvimento, já em curso ou a desenvolver, que respondam às necessidades do Serviço Nacional de Saúde (SNS), na sua intervenção no combate à pandemia de Covid-19.

O investigador do INESC TEC mencionado nesta notícia tem vínculo à UP-FEUP.