Secções
  Entrada INESC TEC Notícias & Eventos Nós na Imprensa Projeto português de 9,5 milhões de euros para criar produtos na área dos media (Diário de Notícias)
Acções do Documento

Projeto português de 9,5 milhões de euros para criar produtos na área dos media (Diário de Notícias)

Profissionais de 24 instituições portuguesas estão a participar num projeto financiado em 9,5 milhões de euros pela Agência Nacional de Inovação (ANI) para desenvolver produtos na área dos media, reforçando a exportação e a presença nacional nos mercados internacionais.

"O setor dos media é muito complexo e tem estado a sofrer uma enorme transformação graças ao digital e à Internet, existindo problemas muito grandes a resolver, desde a tecnologia em si aos modelos de negócio", disse à Lusa Artur Pimenta Alves, coordenador científico do projeto e consultor da administração do Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC TEC).

O projeto, designado CHIC (Cooperative Holistic View on Internet and Content), prevê desenvolver e exportar, por exemplo, "soluções para a captura e a transmissão dos sinais de televisão de alta resolução de 4k - designação para a próxima geração que aí vem -, através da Internet", indicou o coordenador científico.

"Temos igualmente uma atividade desenvolvida com a cinemateca portuguesa que consiste em desenvolver um portal para disponibilizar os filmes do Plano Nacional de Cinema em formato digital, que devem ser mostrados aos alunos das escolas secundárias em Portugal", acrescentou.

Pretende-se igualmente criar tecnologias de utilização da língua portuguesa falada, para implementar a interface de diálogo com o televisor, permitindo que a relação dos programas e canais seja feita através da linguagem, sendo uma alternativa ao uso do comando.

Os produtos desenvolvidos no âmbito do CHIC serão comercializados em 77 mercados internacionais, dos quais se destacam o brasileiro, o alemão, o espanhol, o norte-americano, o russo e o asiático.

"Até 2020 queremos desenvolver um ecossistema baseado em formatos abertos e tecnologias interoperáveis, que promovam a dinamização da criação de conteúdos nacionais e a sua troca entre os diferentes atores da cadeia de valor", indicou Alexandre Ulisses, coordenador do CHIC e gestor de inovação da na empresa de tecnologia MOG, referido num comunicado do INESC TEC hoje divulgado.

No decorrer do projeto, Artur Pimenta Alves prevê um aumento na rede de parceiros atuais das empresas do consórcio em 15%.

O responsável acredita que será possível aumentar a capacidade exportadora das empresas nacionais conseguindo que, das vendas do projeto, cerca de 69% correspondam a vendas ao exterior.

Na sua opinião, o projeto vai levar a um crescimento de 20% no investimento em investigação e desenvolvimento por parte das empresas participantes, atingindo assim os 22 milhões de euros.

Este projeto engloba as empresas de tecnologia MOG, Cluster Media.labs, GEMA, vMuse, SisTrade e Youon, bem como entidades do Sistema Científico e Tecnológico Nacional (SCTN) - INESC TEC, Universidade de Aveiro, Universidade Católica, Universidade do Porto, Universidade de Trás-os-Montes e Alto-Douro, cinemateca portuguesa, Instituto Superior de Engenharia do Porto, Universidade Aberta e Centro de Computação Gráfica.

Participam ainda utilizadores finais, como o Jornal de Notícias, o OSTV, o Porto Canal, a Tadinense Artes Gráfica, a Altice Labs e GMK produções, e os 'clusters' TICE e ADDICT.

O CHIC iniciou em outubro e a primeira reunião com os representantes de todos os parceiros vai decorrer na terça-feira, no INESC TEC.

Diário de Notícias, 13 de novembro de 2017